segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Natal de última hora

                        

Tá ruim pra Ceia? Veja essas dicas

Especialistas dão dicas de preparo de uma ceia de Natal 50% mais barata.Em alguns casos pode-se montar cardápios especiais com até R$ 90.


A crise tá ruim, com os preços do setor alimentício salgados> Por causa dela, a economia doméstica tornou-se um ‘ingrediente’ importante na escolha dos produtos para a ceia de Natal deste ano. Não se desespere, pois é possível fazer uma mesa gastando metade do preço da tradicional, para quatro pessoas, com alimentos saborosos e mais saudáveis, que substituam os mais caros, que sempre sobressaem nesta época? Nutricionistas, chefs, especialistas em culinária e economista dão dicas úteis e baratas. Em alguns casos pode-se montar cardápios especiais com até R$ 90.

Na comparação com o ano passado, pratos que sempre foram as estrelas das mesas natalinas, como peru, chester e tender, estão mais caros, assim como o bacalhau, cujo preço subiu até 43,28%. Em relação às aves e demais componentes da ceia, o aumento foi de 16,12%, de acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre). Bem mais que a inflação de 10,39%, medida nos últimos 12 meses pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC).

“Nesse cenário, aves mais baratas, entre elas o bruster, primo do chester, mais conhecido como frangão invocado (que tem grande concentração de carne no peito e coxas, resultado de melhoramento genético), e cujo quilo não costuma passar de R$ 8,50 (a metade do preço médio do peru), são os novos reis da festa. O segredo são os temperos e os acompanhamentos”, revela a presidente da Associação Brasileira de Profissionais de Cozinha (APC), Cleiva Issal.

Ela alerta que, puxados pela alta do dólar, vinhos importados, azeites e refrigerantes também estão mais pesados no bolso do consumidor, com aumentos constatados entre 10,8% e 60%. Assim, sucos naturais com frutas da época são uma boa pedida. Cleiva diz que ceias mais baratas também têm um tempo menor de preparo, em torno de duas horas. Isso resulta em mais tempo para as confraternizações a quem prepara os pratos.

Alden dos Santos Neves, professor e coordenador do curso de Nutrição do Centro Universitário UniFOA e pesquisador do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do Estado do Rio, ressalta que economizar nos preços e calorias não significa interferir na magia da celebração de uma das datas mais importantes das famílias.

“Alterações nos componentes da ceia ajudam a poupar dinheiro para outros gastos programados para o início do próximo ano, e o consumo mais adequado de sal, gordura e açúcar economizam também nas calorias. É evidente que, neste momento tão especial, os alimentos não são apenas fontes de nutrientes, mas dotados de muitos significados, de amor, família, fraternidade e carinho. É preciso, porém, estar atento aos exageros, afinal de contas, 50% dos brasileiros estão acima do peso”, justifica.

Peixe grande

Moradora de Mesquita, Monique Batalha reclama que “está tudo muito caro” e explica o que muda em sua mesa este ano. “Vou trocar peru pelo frango e iscas de bacalhau no lugar do peixe inteiro. Apenas as frutas serão mantidas pois são mais baratas que os demais itens”, afirma.

O gerente do restaurante Siri de Nova Iguaçu, José Sanches, dá dicas de como fugir da crise e comer bem neste Natal. “Um peixe grande, como dourado ou namorado, de cerca de dois quilos, ideais para cinco pessoas, não custa tão caro (em torno de R$ 25 a R$ 30 o quilo) e cai bem”, diz.

O bruster preparado pelo chefe José Raimundo Abreu, do restaurante Gargalo Galeteria, na Lapa, é sucesso garantido. “O tempero, com pouco sal e muitas ervas aromáticas, como orégano, sálvia, cebola, manjericão e alecrim, dá o toque especial”, diz.

Dica da nutricionistas Renata Kutwak, do Conselho Regional de Nutricionistas e da Clínica Funcional

PRATO PRINCIPAL

1 - Bruster de Natal
· Menos 30% de valor calórico, e pouco mais de R$ 70 no total

Peru pode ser substituído pelo “frangão” assado sem pele, bem marinado com ervas e especiarias para fixar o sabor, sendo servido já fatiado e enfeitado com frutas tropicais da safra, como o abacaxi, ameixas, pêssego. Deve-se fazer vários furinhos no frangão e marinar a peça com vinho tinto, alecrim, suco de laranja, tomilho, alho, sal e pimenta do reino, deixar marinar com um pano limpo (tipo pano de prato) por 4 a 6 horas, e depois assar (para que os condimentos fixem na ave). Servir com um arroz colorido ou farofa de frutas.

ACOMPANHAMENTOS
Salada de Salpicão (cenoura ralada, repolho, milho, ervilhas, maçã, passas, frango desfiado e fazer um molho a base de abacate, limão, azeite), ou grão de bico com atum, ou sardinha no lugar de bacalhau, salsinha e alho, ou ainda salada verde (alface, rúcula,agrião, brócolis, tomate, cenoura, repolho roxo e aipo)

Bolinhos de bacalhau fritos podem ser substituídos por um bolinho que leve metade da receita peixe e metade bacalhau. Deve-se assar ao invés de fritá-lo.

FAROFA
Poder ser feita com menos calorias, usando farelo de aveia, farelo de trigo, farinha de linhaça dourada, e azeite no lugar da tradicional manteiga.

SOBREMESA
· Rabanada - Feita com leite vegetal na preparação e base de arroz, castanhas ou amêndoas. Acrescentar o açúcar de coco ou mascavo, canela, cravo, e assar no lugar de fritar.
Frutas da época ou picolés.

Titular da Academia Nacional de Economia, Alex Campos recomenda a chamada economia compartilhada na hora de ir ao supermercado. “Nunca foi tão aconselhável que as famílias dividam as despesas com comidas e bebidas. Deve-se caçar promoções e vetar artigos importados, principalmente vinhos, champanhes, perus, bacalhaus e frutas cristalizadas. Crises impõem escolhas e escolhas impõem substituições e até certos sacrifícios a hábitos e costumes. É preciso um pacto familiar para enfrentá-la”, ensina.

Dica da nutriendocrinologista ortomolecular Jacqueline Renault

2- BACALHAU COM PURÊ DE BATATA DOCE
· Um terço a menos de calorias e custo aproximado de R$ 80

Um quilo de filé de merluza, meio quilo de bacalhau, e um quilo e meio de batata doce. Dessalgar o bacalhau . Colocar na frigideira antiaderente, com 1 fio de azeite, o filé de merluza com cebola e alho. Juntar o bacalhau. Depois colocar no pirex. Cobrir com purê de batata doce, pincelar com gema de ovo e levar ao forno.

ACOMPANHAMENTOS
Farofa de clara de ovos
Cinco claras de ovos e vegetais ralados (cenoura, repolho, entre outros). Colocar na frigideira com um fio de azeite, as claras, e mexer. Reservar. Dourar os vegetais ralados no azeite na frigideira. Adicionar farinha de mandioca flocada e, por último, as claras mexidas e bem amassadinhas.
Salpicão colorido
Peito de frango desfiado cozido, ervilha, milho, passas, cenoura ralada levemente cozida, frutas cristalizadas picadas (se preferir) e iogurte desnatado. Misturar tudo.
Sucos de frutas naturais

SOBREMESAS

Maçã com gelatina diet
Dissolver dois pacotes de gelatina diet em dois copos de água. Descascar seis maçãs , deixando o cabinho e embebidas nessa mistura durante 4h. Colocar tudo na panela de pressão durante 4 minutos. Coloque numa travessa, espere esfriar e sirva.

Mousse de frutas
Uma lata de leite condensado light, um copo de suco concentrado Maguary (escolher o sabor) e uma colher de sopa de gelatina incolor. Bater no liquidificador e colocar em taças para gelar.

Fonte O Dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário