quarta-feira, 4 de maio de 2016

Produtos da América Latina abastecem CEAGESP


Variedade de alimentos da maior central de alimentos do país  ajuda a melhorar qualidade de vida dos brasileiros.

                  Marmelo é uma dessas frutas importadas


                        Imagem inline 1

É graças à globalização que a grandeza da América Latina e toda sua diversidade cultural está bem próxima de nós. Nos diversos setores da sociedade nos deparamos com artesanato, manifestações artísticas de dança, música, cinema. Mas é na mesa que a relação entre os países-vizinhos se encontram.

Ricos em suas culinárias, todos os países latinos apresentam ingredientes típicos de suas regiões que marcam o seus nomes não somente no cenário continental, mas em todos os lugares do mundo. Nessa gama de produtos oriundos da América Latina, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) traz em seu plantel os mais diversos produtos cultivados nesses países.

Feijoa, granadilla, pitaya, tamarillo, figo da índia, physalis, marmelo são alguns desses produtos endêmicos que se diferenciam no cardápio dos brasileiros e que destacam a latinidade dos nossos vizinhos.

Mas o intercâmbio culinário não para nas frutas e legumes. O mercado de pescados recebe uma variedade de peixes que enriquece a dieta brasileira. Destaque para o salmão vindo do Chile, um dos maiores produtores desta espécie de peixe no mundo ao lado da Noruega.

Argentina, Peru e Uruguai também contribuem para o abastecimento de peixes na CEAGESP, apresentando os uruguaios cinco tipos: anchova, cação, corvina, curimbatá e tainha. Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU), o Brasil consome anualmente 12 quilos de peixes por habitante. Uma marca expressiva se comparado aos países europeus que comem em média 17 quilos por habitante/ano.

As flores também recebem sua parcela na importação. Colômbia e Equador são os colaboradores com suas rosas gigantes, que ganham destaque na Feira de Flores não apenas pelo tamanho, mas pela formosura e cores vivas. Esses dois países são os únicos no planeta que cultivam esse tipo de rosas.

No mosaico de cores, cheiros e sabores, a América Latina mostra seu grau de importância e a CEAGESP apresenta aos brasileiros o papel fundamental que exerce para a entrada desses mais diversos produtos que ajudam a melhorar a qualidade de vida de todos nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário