segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Ceasa do Rio vende mais em conta que SP

                         

Por Jorge Luiz Lopes

A Ceagesp e a Ceasa Grande Rio são consideradas as duas maiores centrais de abastecimento do país e vivem nos últimos dias uma discrepância em matéria de preços dos hortifrutigranjeiros no atacado, tornando-se a paulistana uma das mais caras. Na disputa entre as duas, a central do Rio de Janeiro leva vantagem e mantém muitos preços bem em conta, com até mais de  100% de diferença.

O caso do preço da batata beira o absurdo: o quilo na Ceasa do Irajá, na capital carioca, fechou a quinta-feira (10/11), sendo vendida a R$ 2; na Ceagesp, R$ 3,24. O tomate está a R$ 1,82, enquanto que em Sampa, R$ 3,26. A vagem R$ 2,67 (RJ) e R$ 5,75 (SP).

 A tangerina, cujo quilo custa R$ 2 na primeira; na segunda, ele era vendido a R$ 4,30. A maçã nacional, no Rio está por R$ 3,90; em São Paulo é cobrada a R$ 5,17.  O maracujá, R$ 3,93, na capital fluminense, e R$ 6.07 (SP).

Até mesmo o alho chinês, do mais vagabundo, está custando R$ 13, no Rio, e R$ 16,45 em São Paulo. Isso no atacado, por que no varejo em muitos lugares, como feiras livres e sacolões este produto indispensável na cozinha beira os R$ 20 o quilo, para o consumidor final. No caso das verduras, temos o exemplo da alface, vendida a dúzia por R$ 5 (RJ) e R$ 9,20 (SP).

Enquanto que a central de abastecimento paulistana, considerada a maior da América Latina tem apenas dois produtos -  milho verde e repolho - abaixo de R$ 1, a congênere fluminense mantém sua tabela de preços no atacado com 5 produtos abaixo de R$ 1. São eles: chuchu, laranja-pêra, milho verde, pepino e repolho.

O Portal CeasaCompras.com fez uma análise de preços praticados pela Ceagesp e a Ceasa Grande Rio, com base no relatório publicado pela diretoria técnica do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado de Hortigranjeiros - PROHORT, que analisa os preços dos produtos comercializados por 20 centrais de abastecimento do país. Veja as tabelas que selecionamos para os nossos leitores, com preços abaixo de R$ 5, praticados pelas duas centrais.

CEASA RIO

Abacaxi UN - R$ 2,70;
Abóbora - R$ 1,30;
Abobrinha - R$ 1;
Alface  - R$ 5:
Banana-nanica - R$ 1,76;
Banana-prata - R$ 1,75;
Batata - R$ 2;
Batata doce - R$ 1,25;
Berinjela - R$ 1.14;
Beterraba - R$ 1,28;
Brócolis - R$ 1,50;
Cará - R$ 2,50;
cebola - R$ 2,50;
Cenoura - R$ 1,50;
Chuchu - R$ 0,91;
Coco verde - R$ 1,50;
Couve - R$ 5;
Couve-flor UN - R$ 2,50;
Goiaba - R$ 3, 67;
Inhame - R$ 2,50;
Jiló - R$ 2
Laranja-pêra - R$ 0,96;
Limão Taiti - R$ 3;
Maçã nacional - R$ 3,90;
Mamão Formosa - R$ 1,75;
Mamão Havaí - R$ 1;
Mandioca/Aipim - R$ 1,14;
Mandioquinha - R$ 5;
Manga - R$ 1,37;
Maracujá - R$ 3,83;
Melancia - R$ 1,20;
Melão amarelo - R$ 2,60;
Milho verde - R$ 0,60;
Ovos DZ - R$ 2,84;
Pepino - R$ 0,72;
Pimentão verde - R$ 1,50.
Quiabo - R$ 2;
Repolho - R$ 0, 60;
Tangerina - R$ 2;
Tomate - R$ 1,62;
Uva Itália - R$ 5
Uva Niágara - R$ 4,38;
Vagem - R$ 2,67


CEAGESP - SP

Abacaxi UN - R$ 4,31;
Abóbora - R$ 1,52;
Abobrinha - R$ 1,80;
Banana-nanica - R$ 1,98;
Banana-prata - R$ 1,99;
Batsata - R$ 3,24;
Batata doce - R$ 2,06;
Berinjela - R$ 1,79;
Beterraba - R$ 1,96;
Brócolis - R$ 3,90;
Cebola - R$ 2,63;
Cenoura - R$ 1,86;
Chuchu - R$ 1,82;
Coco-verde UN - R$ 1,40;
Couve - R$ 2,84;
Couve-flor UN - R$ 4,09;
Goiaba - R$ 4,83;
Inhame - R$ 3,91;
Jiló - R$ 2,32;
Laranja-pêra - R$ 1,31;
Mamão Formosa - R$ 2,79;
Mamão Havaí - R$ 2,21;
Mandioca/aipim - R$ 1,05;
Manga - R$ 2,38;
Melancia - R$ 1,47;
Melão amarelo - R$ 2,52;
Milho verde - R$ 0,68;
Ovos - R$ 2,72;
Pepino - R$ 1,28;
Pimentão verde - R$ 2,39;
Quiabo - R$ 4,86;
Repolho - R$ 0,96;
Tangerina - R$ 4,30;
Tomate - R$ 3,26.

Nenhum comentário:

Postar um comentário