terça-feira, 19 de julho de 2016

Produção de Flores aumenta em Nova Friburgo

Cidade da Região Serrana é a segunda maior produtora de flores do país e a maior do Estado do Rio de Janeiro. Faça um turismo pelas áreas produtoras do município que também tem o seu polo de lingerie, um dos mais conhecidos do país.

               
Nova Friburgo, na Região Serrana, é a segundo maior produtor de flores 

Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, conhecida como a capital da moda íntima, é também a segunda maior produtora de flores de corte do país – perdendo somente para Holambra, em São Paulo – e a maior do estado. São 220 floricultores, que produzem cerca de nove milhões de maços (dúzias) de flores por ano, que são vendidos nas centrais de abastecimento no estado.

A produção se concentra na localidade de Vargem Alta, onde também funcionam as sedes do Instituto Bélgica (Ibelga) e do Colégio Municipal Ceffa Flores. A região reserva aos amantes da floricultura um passeio especial: o Circuito das Flores, com visitas guiadas às estufas de flores.

O tour, idealizado para ampliar a divulgação sobre o cultivo de flores e alavancar ainda mais a produção local, acontece aos sábados, com agendamento prévio. Durante o circuito, os turistas conhecem o processo de produção e ainda podem comprar rosas, gérberas, lírios, astromélias, crisântemos e margaridas.

- Estar dentro de uma estufa, cercado por flores é, com certeza, uma experiência rara e única - comenta Guilherme da Silveira, professor do Ceffa Flores e um dos organizadores do circuito.

                

A localidade de Vargem Alta é próxima do distrito de São Pedro da Serra, conhecido por suas belezas naturais, bons restaurantes, excelentes pousadas, cachoeiras, rios com águas cristalinas e trilhas ecológicas.

Os interessados podem percorrer o circuito em transporte particular ou optar pelo deslocamento oferecido pelo tour. Contato através do telefone (22) 2523-5005 com Guilherme.

Superando dificuldades

Após as chuvas de 2011, 89 produtores de flores de Vargem Alta foram atendidos pelo Programa Rio Rural Emergencial, da secretaria estadual de Agricultura. Assim, puderam reconstruir suas unidades de produção e receberam assistência para a adoção de novas tecnologias. Em toda a Região Serrana, o programa investiu mais de R$ 800 mil, permitindo às comunidades rurais superar os efeitos da tragédia.

Os produtores contam ainda com o suporte do Programa Florescer, também da secretaria estadual de Agricultura, que atua no desenvolvimento da cadeia produtiva de flores, plantas ornamentais e medicinais, oferecendo facilidades de financiamento. Em Friburgo, o Florescer já financiou nove projetos, no valor total de R$ 366 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário