terça-feira, 7 de junho de 2016

Festival de orgânicos em restaurantes do Rio e de SP

Restaurantes vão oferecer cardápios orgânicos neste mês de junho. Imperível.

                 Imagem inline 1

Prepare o paladar para saborear inúmeros produtos orgânicos durante o mês de junho. Dois importantes eventos voltados exclusivamente ao setor vão começar na semana que vem. O primeiro é a BioBrazil Fair/Biofach América Latina, a mais importante feira de negócios ligada ao universo dos alimentos e artigos orgânicos e certificados do País. A Biofach, uma feira que tem entrada gratuita e permite ao público em geral provar e conhecer deliciosos alimentos cultivados sem o uso de agrotóxicos, adubos sintéticos e transgênicos, começa dia 8 e prossegue até o dia 11, no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, em São Paulo (SP).

Já o segundo evento vai durar o mês inteiro e é absoluta novidade: Organic Food Fest, ou “Off”. Nos moldes do “Restaurant Week”, o Off reuniu cerca de 70 restaurantes nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas (SP) que vão oferecer, entre os dias 8 e 26 de junho, um cardápio exclusivamente feito de produtos orgânicos e sustentáveis. A regra, para o estabelecimento que quiser participar, é: oferecer um menu com, pelo menos, um quarto de produtos orgânicos e certificados – os três quartos restantes devem ser de ingredientes de procedência agroecológica, de agricultores familiares e de produção sustentável.

O idealizador do Off, o alemão erradicado no Brasil Matthias Borner, explica em entrevista exclusiva ao blog que os ingredientes de “procedência agroecológica e sustentável” referem-se a sistemas produtivos que já adotam todos os preceitos da produção orgânica, mas ainda não obtiveram certificação de acordo com a legislação do setor.

Além disso, o cardápio Off deverá ter um menu completo, com três entradas a valores fixos de R$ 49 para o almoço e R$ 59 para o jantar.

Borner reconhece que, em tempos de crise econômica, não foi tarefa fácil reunir um número significativo de restaurantes interessados. “Todos os que contatamos elogiaram a iniciativa, mas vários declinaram, principalmente pela falta de experiência em trabalhar com produtos orgânicos”, diz Borner, referindo-se, por exemplo, à possibilidade de aproveitamento integral de frutas e legumes, com casca e tudo, que se não for feito da maneira correta, pode resultar em grande desperdício e alto custo.

Outro fator restritivo para o segmento de gastronomia trabalhar com este tipo de alimento é a falta de conhecimento de fornecedores de orgânicos com regularidade. “Para isso, enviamos aos participantes uma lista com mais de cem fornecedores de frutas, legumes, hortaliças, carnes e processados”, diz ele, acrescentando, porém, que vários estabelecimentos já têm tradição com alimentos sustentáveis.

Entre os fornecedores, estão, por exemplo, o Instituto Chão – que reúne, na Vila Madalena, em São Paulo, a produção de agricultores orgânicos certificados inclusive dos extremos da zona sul – e também a Terra Frutas Orgânicas, um box na Ceagesp, na zona oeste da capital, que dispõe de uma boa variedade de frutas e legumes orgânicos e certificados, vindos de todo o País e até do exterior.

Já na lista dos restaurantes estão por enquanto, conforme Borner, 365, All Seasons, Badaró, Dibaco, Bananeira, Bossa, Botica, Comedoro, Comedoro Cafe, Brado, Café Journal, Chez Vous, Clos, Daya&Ture, Karu, La Piadina, Cosi, Casa Tavares, Namga, Pasta Nostra, Quintana, OM Table, Goa, CaVa, Sassá Sushi, Veríssimo, Espirito Santa, Fazenda Culinaria-feira. O blog publicará o link assim que estiver disponível.

, Mensateria e Arab. “Lista que pode crescer ao longo do mês, conforme o Off for acontecendo”, diz Borner, acrescentando que a lista completa estará disponível a partir de segunda

O idealizador do Off avisa, ainda, que os participantes vão expor um banner nos estabelecimentos, avisando que participam do Off. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário